<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8890843\x26blogName\x3dAtordoadas\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://atordoadas.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://atordoadas.blogspot.com/\x26vt\x3d7904952202693746813', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

sábado, 31 de dezembro de 2005

Happy New Year!!!

Para que o vosso ano de 2006 comece da melhor maneira, e seja um ano verdadeiramente orgásmico... [vejam aqui]

FELIZ ANO 2006!!!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2005

Agora que já lá vai um ano...

É sempre bom recordar que nem todos se preocuparam com ele...


Tsunami!?

Qual tsunami?!!

Isso não é nada comigo...!!!







segunda-feira, 26 de dezembro de 2005

Carta ao Pai Natal de dia 26

Querido Pai Natal,

Acharás deveras estranho, que te escreva hoje dia 26 de Dezembro, mas quero esclarecer algumas coisas que me ocorreram desde que te enviei uma carta cheia de ilusões na qual te pedia que trouxesses, uma bicicleta, um comboio eléctrico, uma Nintendo 64 e um par de patins.
Quero dizer-te que me matei a estudar todo o ano, tanto que, não só fui dos primeiros da minha turma, mas também tirei 20 a todas as disciplinas e não te estou a enganar.
Ninguém se portou melhor do que eu, nem com os pais, nem com os irmãos, nem com os amigos, nem com os vizinhos.
Fiz recados sem cobrar, ajudei velhinhos a atravessar a rua e não houve nada que eu não fizesse pelos meus semelhantes e mesmo assim... c'a ganda lata... ó Pai Natal.
É que... olha que deixar debaixo da Árvore de Natal, um cabrão de um pião, uma merda de uma corneta e um caralho de um par de meias... foda-se... quem é que pensas que és ó barrigudo do caralho.
Ou seja, porto-me que nem um camelo a merda do ano inteiro para que venhas com essa merda de prendas e como se não bastasse ao paneleiro do filho da vizinha, esse otário estúpido comó caralho, que grita com a vaca da mãe e é um pandemónio lá em casa e tu deste-lhe tudo o que ele te pediu.
Agora quero que tu te fodas e venha um caralho de um terramoto e nos engula a todos, porque um Pai Natal incompetente como tu não faz falta a ninguém.
Mas não deixes de regressar no ano que vem, porque vou rebentar á pedrada as putas das tuas renas e hás-de vir bater com os cornos cá embaixo, que te hás-de foder.
Vou começar com essa tua rena Rudolph, que tem nome de paneleiro e hás-de andar a pé já que a merda da bicicleta que te pedi, era para ir para a escola, que é longe comó caralho.
Ah!!!... É verdade... não me quero despedir, sem te mandar para a puta que te pariu e é pena seres tão filho da puta.
Por isso aviso-te que para o ano vais saber o que é bom para a tosse, vou foder o juízo a toda a gente o ano todo.
P.S.: Quando quiseres podes vir buscar o pião, a corneta e as meias, mas acorda-me para eu te enfiar essas merdas todas pelo cú acima!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2005

Cheio de prendinhas ...

terça-feira, 20 de dezembro de 2005

Cartas ao Pai Natal

Mário Soares
Pai Natal, acordei agora da sesta. Tive um sonho original. Conversei com a Maria, e achamos que não é sonho, mas uma ideia genial! Já fui ministro, primeiro-ministro, e duas vezes presidente deste país. Está na hora de mudar de ares. Aceitar novos desafios. Levar mais longe o nome de Portugal, ou o meu nome... como sempre quis. Como tu tenho já uma certa idade, e no ventre a mesma proeminência. Decidi que para o ano quero ser o Pai Natal. Portanto... olha pá faz as malas. Desocupa a Lapónia. Vou ser eu o Pai Natal. Tem lá paciência.

Assinado: Mário Soares
(Ex-deputado. Ex-Primeiro Ministro. Ex-Presidente da Republica. Ex-Deputado europeu. Futuro Pai Natal)


Manuel Alegre
Pai Natal quando voares nos céus da minha Pátria. Quando aterrares as renas nas planícies do meu País, lembra-te desta carta, pedido singelo, de um homem que só para a Pátria pede. Para si... nada quis. Se o nevoeiro que levou D. Sebastião, te fizer perder o rumo e baralhar o norte, segue o cheiro a verde pinho, ouve a minha trova no vento que passa, e chegarás às chaminés do meu País, Pátria desafortunada. Sem euros. Má sorte. Numa das chaminés de Lisboa, sentirás o odor e verás o fumo negro da traição. Que o teu trenó sobre ela paire, que sobre a chaminé de Soares a tua rena páre. E solte bosta. Um imponente cagalhão.

Assinado: Manuel Alegre

Francisco Louçã
Isto não é uma carta! É um manifesto. Um protesto. Uma petição. Assinada por dezenas de intelectuais, e outras pessoas que jamais se reviram numa festa, bacanal, orgia de oferendas, dadas sem qualquer critério, e que perpetuam uma tradição caduca. Reaccionária. Clerical. Que tu representas oh Pai do Natal. Com esta petição pretendemos, que a data seja referendada. Não imposta, decretada, por um estado economicista e liberal. E que seja celebrada quando um homem quiser. Não à roda da mesa. Consoada. Mas num portuguesíssimo arraial.

Assina: Francisco Louça

Aníbal Cavaco Silva
Excelentíssimo Senhor Doutor Pai Natal, venho por esta via pedir para a minha Maria o Kamasutra, versão condensada. Não sei se a minha Maria teria para a versão completa e ilustrada suficiente pedalada. Eu para mim, por ora nada peço, e de momento nada digo. Não abdico do meu direito de manter o suspense, e de fazer tabu do meu posterior pedido. Mas.... e só isto adianto, não preciso de Viagra para acompanhar a minha Maria na leitura do acima citado livro, que teso e hirto ando eu sempre, não precisando por isso de muleta, ou qualquer outro suplemento para manter a rigidez, e o meu porte sobranceiro. Despeço-me atentamente economizando palavras, porque como Vossa Excelência sabe: os tempos são de crise e tempo é dinheiro.

Assina o Professor Doutor: Cavaco Silva

Jerónimo de Sousa
Camarada, tu que és explorado pela entidade patronal, durante a época do Natal. Usado como símbolo do capitalismo para fomentar o consumismo desenfreado, descontrolado, que enriquece a burguesia, e empobrece o proletariado. Junta-te a nós no combate contra a guerra no Iraque. Oferece Che Guevara's não ofereças Action Man's. Luta pela igualdade feminina, não dês Barbies mas Matrioshkas. Educa as crianças de hoje, comunistas de amanhã. Substitui o Harry Potter pelo livro "O Capital". Camarada, reivindica o teu direito a um transporte decente. Pára o trenó e as renas, que não é veículo de gente operária e trabalhadora, como tu oh Pai Natal. Unidos venceremos o imperialismo e os reaccionários. Viva o Natal dos oprimidos. Viva o Natal dos operários!

Assinado pelo candidato: Jerónimo de Sousa
(Carta aprovada por unanimidade e braço no ar pelo Comité Central do PCP)
por Encandescente

sexta-feira, 16 de dezembro de 2005

100 Palavras

clica na imagem para aumentar

sábado, 10 de dezembro de 2005

A magia da maquilhagem




quarta-feira, 7 de dezembro de 2005

A vida num apartamento

Esta é a vida difícil de quem mora num apartamento...!!!
Dêem uma espreitadela, e divirtam-se... :-)

segunda-feira, 5 de dezembro de 2005

"Pérolas" de Marketing e Jornalismo...


sábado, 3 de dezembro de 2005

Portugal no seu melhor