<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8890843\x26blogName\x3dAtordoadas\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://atordoadas.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://atordoadas.blogspot.com/\x26vt\x3d7904952202693746813', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Um executivo em férias...

Esta é uma fábula sobre um alto executivo que stressado foi ao psiquiatra e relatou-lhe o seu caso. O psiquiatra, experiente, logo diagnosticou: "O Senhor precisa de se afastar por duas semanas da sua atividade profissional. O conveniente é que vá para o interior, isole-se do dia-a-dia e procure algumas actividades que o relaxem".
Então o nosso executivo procurou seguir as orientações...

Munido de vários livros, CD's e laptop, mas sem o telemóvel, partiu para a quinta de um amigo. Passados os dois primeiros dias, o nosso executivo já tinha lido dois livros e ouvido quase todos os CD's, mas continuava inquieto. Pensou então que alguma actividade física seria um bom antídoto para a ansiedade que ainda o dominava. Chamou o administrador da quinta e pediu para fazer algo...

O administrador ficou pensativo e viu uma montanha de esterco que tinha acabado de chegar. Então disse ao nosso executivo: "O Senhor pode ir espalhando aquele esterco em toda aquela área que será preparada para o cultivo". O administrador pensou consigo: "Ele deverá precisar de uma semana para esta tarefa". Engano o seu. No dia seguinte o nosso executivo já tinha distribuído o esterco por toda a área.

O administrador deu-lhe então a seguinte tarefa, abater 500 galinhas cortando as cabeças com uma faca. Esta foi fácil em menos de 3 horas já estavam todas prontas para serem depenadas e pediu logo uma nova tarefa. O administrador então disse-lhe: "Estamos a iniciar a colheita de laranjas. O Senhor vá ao laranjal leve três cestos para distribuir as laranjas por tamanho. Pequenas, médias, e grandes".

No fim daquele primeiro dia o nosso executivo não voltou. Preocupado, o administrador dirigiu-se ao laranjal, e viu o nosso executivo com uma laranja na mão, os cestos totalmente vazios, e a falar sozinho:
- "Esta é grande. Não, é média. Ou será pequena???"
- "Esta é pequena. Não, é grande. Ou será média???"
- "Esta é média. Não, é pequena. Ou será grande???"


Moral da história:
Espalhar merda e cortar cabeças é fácil. O difícil é tomar decisões.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Como estragar as fotografias dos outros...

sábado, 18 de julho de 2009

Anedota da semana

Três mulheres, uma noiva, uma casada e uma amante, decidiram fazer uma brincadeira: Seduzir os seus homens usando uma capa, corpete de couro, máscara nos olhos, botas de cano alto, para depois comentar a experiência entre elas.

No dia seguinte, disse a noiva: - Quando o meu namorado me viu usando o corpete de couro, botas com 12cm de salto e máscara sobre os olhos, olhou-me intensamente e disse: "És a mulher da minha vida, eu amo-te". E fizemos amor apaixonadamente.

A amante contou a sua versão:
- Encontrei-me com o meu amante no escritório, com o equipamento completo! Quando abri a capa, ele não disse nada, agarrou-me e fizemos amor a noite toda, na mesa, no chão, de pé, na janela, até no hall do elevador!

Então a casada contou sua história: - Mandei as crianças para a casa da minha mãe, dei folga à empregada, fiz depilação completa, as unhas, escova, passei creme perfumado no corpo inteiro, perfume em lugares estratégicos, e caprichei: capa preta, corpete de couro, botas com salto de 15cm, máscara sobre os olhos e um baton vermelho que nunca tinha usado. Para incrementar, comprei umas calcinhas de lycra preta com um lacinho de cetim no ponto G. Ainda apaguei todas as luzes da casa e deixei só velas iluminando tudo. O meu marido chegou, olhou-me de cima abaixo e disse: - "Então, Batman, o que temos para o jantar?"

sábado, 11 de julho de 2009

Prémio Lemniscata

O Raúl do blogue Congeminações atribuiu-me o Prémio Lemniscata.
“O selo deste prémio foi criado a pensar nos blogs que demonstram talento, seja nas artes, nas letras, nas ciências, na poesia ou em qualquer outra área e que, com isso, enriquecem a blogosfera e a vida dos seus leitores".

Segundo o Raúl, Lemniscata significa: “curva geométrica com a forma semelhante à de um 8; lugar geométrico dos pontos tais que o produto das distâncias a dois pontos fixos é constante”.

Uma vez que há talentos natos, e talentos adquiridos, eu sou obrigado a concluir que apenas tenho os talentos natos, porque adquiridos... adquiridos... acho que nunca consegui nenhum. Os meus talentos natos resumem-se a fazer sexo, e a conduzir, que é o que sinto mais prazer de fazer sem ser na cama. São ou não são talentos natos estes dois?

Mas há outros talentos natos (os quais infelizmente eu não nasci com eles), que também fazem jus ao significado de
Lemniscata, porque têm curvas geométricas com formas semelhantes à de um 8, e para além de uma boa dose de talento, têm ainda doçura, e aparência, o que também pode significar talento.


E como não consigo ver aqui no ATORDOADAS nenhum tipo de talento, e muito menos curvas geométricas. Mas como não gosto de deixar mal os meus amigos, vou mostrar que talvez o
Raúl possa ter alguma razão ao atribuir este prémio aqui ao ATORDOADAS.




















Digam lá se agora este blogue já não merece o Prémio Lemniscata. Talento, e curvas geométricas semelhantes à de um 8, foi o que deixou de faltar por aqui. Agora já se pode dizer que o ATORDOADAS enriquece a blogosfera e a vida dos seus leitores... ou não???

Etiquetas: