<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8890843\x26blogName\x3dAtordoadas\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://atordoadas.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://atordoadas.blogspot.com/\x26vt\x3d7904952202693746813', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

domingo, 4 de maio de 2008

Homenagem no Dia da Mãe

14 Atoardas:

Blogger Conceição Bernardino disse...

PONTES ENTRE NÓS


Eu tenho o tempo,
Tu tens o chão,
Tens as palavras
Entre a luz e a escuridão.
Eu tenho a noite,
E tu tens a dor,
Tens o silêncio
Que por dentro sei de cor.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.

Eu tenho o medo,
Tu tens a paz,
Tens a loucura que a manhã ainda te traz.
Eu tenho a terra,
Tu tens as mãos,
Tens o desejo que bata em nós um coração.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.


in(Pedro Abrunhosa)
Video produzido por Conceição Bernardino

Beijinho enorme

05 maio, 2008  
Blogger Mary Birth disse...

LOL, diria que é um bom ponto de vista... mas, o sexo um bom analgésico, por isso essa questão da dor de cabeça é mito... LOL

Mas não deixa de ser uma homenagem com piada.

Peace!

05 maio, 2008  
Blogger IsaMar disse...

um analgésico resolveria e quem sabe se o resto até ia!!!!!!!!

jinhos meus

05 maio, 2008  
Blogger Joana Dalila Santos disse...

Já existiam Benurons =)

06 maio, 2008  
Blogger Belzebu disse...

Pois é bem verdade, mas felizmente ela era uma maluca e nem as dores de cabeça o impediriam!

ehehe!! Aquele abraço infernal!

06 maio, 2008  
Anonymous cõllybry disse...

Doce amigo, naquele dia a dor de cabeça era mal menor,O dia Dela da Mãe...Todos o são, sem fins de semana e feriados...

Doce meu beijo

06 maio, 2008  
Blogger Nogs disse...

AHAHAHAHAH!


Só acho justo se colocares um igual no dia do pai.

também há os que se queixem disso, sabias?

:P


hihihihi


Beijocaaaaaaaaaaaaaaa

07 maio, 2008  
Blogger aorta disse...

Hummmmm... segundo sei, o meu pai não era homem que a deixasse curtir uma dor de cabeça sozinha. Por isso, estava cá, sim senhor.

07 maio, 2008  
Anonymous Um Momento disse...

Sabes ... ás vezes apetecia-me que Ela tivesse tido uma dor de cabeça ...
Mas não teve e cá estou;)

Valham-me os "migraleves";)

(*)

08 maio, 2008  
Blogger Secreta disse...

As dores de cabeça não atrapalham tanto assim :p
Beijito.

08 maio, 2008  
Blogger Ana disse...

Que homenagem tão querida... lololol

08 maio, 2008  
Blogger Papoila disse...

LOL
... a minha mãe sempre tomou aspirina...
Beijinho

08 maio, 2008  
Blogger foryou disse...

Ainda bem que a minha mãe não era atreita a essas mazelas!!

08 maio, 2008  
Blogger mitro disse...

Como é frágil a existência!

14 maio, 2008  

Enviar um comentário

<< Inicio